Ex-presidiário é executado a tiros na frente do pai em João Pessoa





A polícia trabalha com a hipótese de “acerto de contas”, para explicar o assassinato do ex-presidiário Manoel Olímpio de Melo Neto, 30 anos.  Ele foi assassinado a tiros na tarde desta sexta-feira (24) na comunidade da Mônica, no conjunto Alto do Mateus, em João Pessoa.


De acordo com a polícia,  Manoel Olímpio estava em casa quando recebeu uma ligação telefônica, pegou um aplicativo e saiu com o pai. Ao chegar no local combinado, ele desceu do carro e foi surpreendido por três homens que saíram de dentro do mato.

Sem que houvesse qualquer discussão aparente, os desconhecidos efetuaram vários disparos no ex-presidiário que foi atingindo com três tiros e morreu no local. O pai conseguiu correr  e não foi atingido pelas balas.

De acordo com o cabo Weldson Melo, que atendeu a ocorrência, o ex-presidiário é suspeito de ter assassinado cinco pessoas na comunidade da Mônica e chegou a cumprir pena de cinco anos por tráfico de drogas no presídio Sílvio Porto, em João Pessoa.
paraíba.com.br
Paulo Cosme/Thaísa Aureliano

19:45
24/07/2020

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário