Sindicato de agentes penitenciários do RN repudia declaração de jornalista pariabana






O Sindasp-RN, em nome dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte e em defesa dos servidores penitenciários de todo o Brasil, repudia as declarações da jornalista Rachel Sheherazade sobre a categoria.


Em comentário publicado nas redes sociais, na terça-feira, 30, a jornalista acusou os Agentes Penitenciários, de maneira generalizada, de compactuarem com ilicitudes. Além disso, afirmou que as cadeias são antros de criminosos “dos dois lados das celas”, insinuando que os servidores penitenciários também praticam crimes.

Diante disso, o Sindasp-RN vem a público externar total indignação com esse tipo de declaração que atinge mulheres e homens dignos, mães e pais de famílias, filhos, esposas e maridos que honradamente atuam no Sistema Penitenciário brasileiro.

Ao fazer esse tipo de comentário, Rachel Sheherazade, além de cometer crime de difamação, só demonstra sua completa ignorância a respeito dos verdadeiros problemas sociais brasileiros. Ela opta por repetir discursos prontos e fáceis, construídos historicamente por aqueles que, assim como ela mesma, sempre preferiram se manter distantes da realidade das cadeias brasileiras.

Parece simples chamar uma classe trabalhadora de criminosa quando se está no conforto de sua casa ou em estúdios cercados de regalias. Difícil é encarar de frente a rotina de um presídio com centenas, às vezes milhares, de bandidos dos piores tipos e, mesmo assim, manter a ordem e a disciplina.

Antes de julgar a profissão, o Sindasp-RN recomenda que a referida jornalista vista a farda do Sistema Penitenciário e passe pelo menos 24 horas em alguma unidade para ter o conhecimento mínimo da realidade prisional.

Estudos indicam que os Agentes Penitenciários desempenham uma das profissões mais estressantes e perigosas do mundo. Na maioria dos casos, não recebem o devido reconhecimento e valorização por parte do Estado e da sociedade. Ao contrário, são discriminados, julgados e apedrejados como feito por Sheherazade.

O Sindasp-RN ressalta que se há casos de desvios de conduta registrados no Sistema Penitenciário que sejam apurados e os responsáveis punidos. O que não se pode é denegrir a imagem dos bons profissionais, de toda uma classe trabalhadora, por causa de erros cometidos por alguns.

Por fim, o Sindasp-RN lembra que os Agentes Penitenciários sempre estão e estiveram dispostos a manter a ordem e a disciplina nas unidades. Em 2017, quando o Rio Grande do Norte foi palco de um caos nos presídios, foram os servidores penitenciários que conseguiram retomar o controle.

Hoje, o presídio de Alcaçuz, por exemplo, tem se tornado um modelo de manutenção da ordem, pois o Estado finalmente começou a entender que investimentos em estrutura, condições de trabalho e, principalmente, no material humano são fundamentais para impedir o avanço do crime organizado.
 Assessoria
pbagora.com.br


17:50
02/08/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário