Polícia resgata idoso que vivia em condição de escravidão e comia ratos e lagartixas em União dos Palmares, AL



Local onde o idoso vivia no assentamento Santa Quitéria — Foto: Polícia Civil


Uma ação integrada das polícias Civil e Militar resgatou, na quinta-feira (22), um idoso de 73 anos que vivia em situação análoga à escravidão, no assentamento Santa Quitéria, em União dos Palmares. O líder do assentamento foi preso.


A polícia informou que o idoso Francisco Bezerra era obrigado a trabalhar na lavoura sem calçados, boné ou qualquer outro equipamento de segurança e que comia ratos e lagartixas para não morrer de fome.

O líder do assentamento de 56 anos, apontado pelas denúncias como responsável pela situação vivida pelo idoso foi preso.

A denúncia que levou a polícia ao caso foi feita através do Disque Direitos Humanos, o Disque 100, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e narrava que o idoso era mantido assim desde 2015.

Na ação, os policiais civis e militares foram coordenados pelos delegados Carlos Reis, diretor de Polícia Judiciária da Região 2, Valter Nascimento, delegado Regional de União dos Palmares, e pelo coronel Do Valle, comandante do 2º Batalhão.
G1AL

21:05
23/08/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário