Vereador morto em confronto com polícia na PB havia sido preso em 2017






O vereador Andson Berigue de Lima (PP), da cidade de Betânia (PE), foi um dos oito mortos em operação realizada ontem pelas polícias militares de Pernambuco e da Paraíba. Conhecido como Nanaca, ele já havia sido preso por porte ilegal de arma, em 2017.


Além dele, morreram na operação o irmão do vereador, conhecido como Galego de Lena, e um primo do político, cujo apelido era Edys de Gevan. De acordo com a PM de Pernambuco, o parlamentar foi ao local onde ocorreu a operação para resgatar o irmão, que seria suspeito de participação na morte do policial André José da Silva, ocorrida na segunda-feira (1), em Santa Cruz do Capibaribe (PE).

Segundo a polícia, os alvos da operação eram quatro pessoas que teriam assaltado uma casa lotérica e matado o policial na segunda-feira. O quarteto estava escondido no sítio Boi Brabo, entre as cidades de Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio, na Paraíba.

A PM informou que o grupo era especializado em assaltos a banco na região e teria reagido com tiros à chegada dos policiais. Galego seria o líder da quadrilha, que teria ainda a participação de um primo do vereador, conhecido como Edys de Gevan.

Além de Galego de Luna, apenas um dos outros sete mortos (uma vítima conhecida como Wellington Cabeludo) tinha mandado de prisão expedido em Pernambuco. Os dois respondiam por assaltos e sequestro no estado.

Na operação, foram apreendidos o dinheiro do roubo efetuado em Santa Cruz do Capibaribe, além de duas pistolas 380, dois revólveres 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição.

Reação policial após tentativa de resgate

Segundo a polícia, a quadrilha foi perseguida desde os crimes em Santa Cruz do Capibaribe e começou a ser monitorada às 3h30 de ontem. A decisão de agir ocorreu quando quatro integrantes do grupo, em dois carros, chegaram ao sítio para resgatar os demais integrantes. Foi aí que se iniciou o confronto.

Segundo o tenente-coronel Lúcio Flávio de Campos, comandante do 24° Batalhão da PM de Pernambuco, o grupo começou a atirar assim que os policiais chegaram.
“Tentou-se a rendição, mas eles atentaram contra a vida dos policiais. Eram bandidos extremamente perigosos e, pelas informações iniciais, envolvidos em diversos assaltos a bancos, como um em Belo Jardim (PE) e outro anterior em Santa Cruz do Capibaribe”, disse.

Nas redes sociais, muitos policiais comemoraram e elogiaram a ação da PM e divulgaram a foto dos suspeitos. A imagem mostra os seis homens já mortos, com as calças abaixadas, em uma rodovia. Já a versão policial diz que eles foram socorridos e morreram no hospital.

A reportagem do UOL tentou contato com a Câmara de Vereadores de Betânia, mas as ligações não foram atendidas. Familiares do vereador não foram localizados. A prefeitura de Betânia decretou luto oficial por três dias.

O assalto e a morte de PM Na segunda-feira, quatro homens assaltaram uma casa lotérica de Santa Cruz do Capibaribe e, na fuga, dispararam contra uma viatura da polícia, matando o policial André José da Silva e deixando outro PM ferido.

A PM informou que os policiais atingidos faziam rondas de rotina no momento em que receberam os tiros. O corpo do policial morto foi sepultado ontem com honra militares.

UOL

20:45
03/07/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário