Homem estupra e mata primo de 10 anos, faz homenagem e vai ao velório


As suspeitas sobre Fábio começaram quando ele começou a se contradizer
nos primeiros depoimentos. Foto: Facebook/Reprodução
Um crime chocou a cidade de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Um homem de 18 anos estuprou e matou o primo, de 10. Fábio Eduardo da Conceição confessou o crime e disse à polícia que havia encontrado a vítima, Mateus de Almeida dos Santos. Fábio também foi ao velório do primo e chegou a postar no Facebook um texto em homenagem a Mateus.


Na tentativa de criar um álibi, Fábio contou à polícia que tinha visto Mateus subir na garupa de uma moto com um desconhecido, e que depois havia achado, junto com outro adolescente, a vítima em um matagal. Matheus estava nu e com ferimentos no tórax e no queixo. Após a “descoberta” do primo, a criança foi levada ainda viva para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

As suspeitas sobre Fábio surgiram quando ele começou a se contradizer nos primeiros depoimentos. Uma testemunha também presenciou quando ele buscou o primo em um fliperama. Outro ponto a chamar atenção foi o fato da vítima estar em uma área de grande extensão e Fábio ter ido direto ao local onde o primo estava, já à noite e usando apenas uma lanterna de celular.



Na segunda-feira (17), quando o caso foi revelado, Fábio publicou no Facebook um texto manifestando pesar pela morte do primo. “Não entendo porque teve que partir”, disse ele, que também pediu que Deus devolvesse Mateus “em forma de alegria e felicidade”. Fábio também compareceu ao velório da criança e teria se comportado “normalmente”.

Fábio já tinha passagens pela polícia, tendo cumprido pena de dois anos em instituições socioeducativas quando ainda era menor de idade por atos infracionais análogos ao tráfico e latrocínio. Ele também confessou ter estuprado outra criança da família. Ele será indiciado por estupro de vulnerável e por homicídio duplamente qualificado (por asfixia e ocultação do crime de estupro)
op9.com.br

21:06
20/06/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário