Operação prende 11 pessoas em flagrante por furto de energia elétrica, no Sertão da PB


Operação prendeu 11 pessoas por furto de energia elétrica em cidades do Sertão da PB
 —Foto: Michele Raeder/Energisa

Durante dois dias de operação, 11 pessoas foram presas em flagrante por furto de energia elétrica no Sertão paraibano. A ação foi deflagrada pela Polícia Civil com apoio da concessionária responsável pelo abastecimento no estado. Os presos foram autuados na delegacia de Polícia Civil.


A operação foi realizada nesta segunda-feira (13) e terça-feira (14), nas cidades de Catolé do Rocha, São Bento e Paulista. A perda de energia nos três municípios soma 14,5 MWh, o que equivale a uma perda de faturamento de R$ 7 milhões por ano. Esta energia seria suficiente para atender 5,5 mil unidades consumidoras por um ano, o que equivale ao consumo no município de Brejo do Cruz, por exemplo, segundo a Energisa.

A operação teve como algo principalmente unidades comerciais e residenciais de grande porte. As suspeitas surgiram após denúncias de clientes da região e estudos realizados. A ação contou com o apoio da Polícia Civil e Instituto de Polícia Científica (IPC), onde 11 pessoas foram autuadas e presas em flagrante.

Uma vez constatadas as irregularidades, os responsáveis devem responder criminalmente pelo delito, já que o crime de furto de energia é previsto no Código Penal, no art. 155 e art. 171, que prevê uma pena de até cinco anos de reclusão e multa.

Segundo a empresa responsável pelo abastecimento, apenas em 2018, mais de 10 mil unidades consumidoras na Paraíba foram fiscalizadas e 113 foram autuadas com o apoio da Polícia Civil e do IPC.
G1Pb

20:37
14/05/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário