MPF apura denúncia de escoamento de esgoto para o rio Paraíba, em Monteiro



Denúncias são de que a tubulação, feita para impedir que os esgotos das
casas caíssem no Rio Paraíba, tenha estourado
— Foto: Ismar Santana / Arquivo Pessoal

O Ministério Público Federal, na Paraíba, (MPF-PB) está apurando denúncias feitas por moradores da cidade de Monteiro, no Cariri do estado, de que a tubulação, feita para impedir que os esgotos das casas caíssem no Rio Paraíba, tenha estourado. Como este rio recebe as águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf), o MPF tomou conhecimento do caso e solicitou da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) que sejam adotadas as devidas providências.


A Cagepa, por sua vez, informou que soube do problema por meio de moradores da região, que entraram em contato com o órgão, mandando vídeos e fotos, nesta terça-feira (26). “Assim que tomamos conhecimento da situação, nós enviamos uma equipe técnica ao local, para averiguar o que aconteceu. Será feita uma análise e, sendo de nossa responsabilidade, vamos providenciar os devidos reparos”, disse o gerente regional da Cagepa, Ronaldo Meneses.

O MPF acompanha as providências adotadas em Monteiro para conclusão do saneamento na cidade, como uma das obras complementares ao Projeto de Integração do Rio São Francisco.

MPF apura escoamento de esgotos para o Rio Paraíba, em Monteiro
— Foto: Ismar Santana/Arquivo Pessoal

Após um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado em junho do ano passado, em meio a um acordo entre representantes do MPF, do Ministério Público da Paraíba (MPPB), da Cagepa, da Prefeitura de Monteiro, da Procuradoria-Geral do Estado e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), para solucionar problemas de esgotamento em Monteiro, chegou-se a um consenso de que as responsabilidades pelas obras de esgotamento no município ficariam a cargo da Cagepa e da Prefeitura de Monteiro.

A prefeita do município, Anna Lorena Nóbrega, informou que, até a tarde desta terça-feira (26), não havia recebido nenhuma notificação nem alerta da população a respeito do problema na tubulação.
G1PB

20:35
26/02/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário