Ex-prefeitos terão que devolver quase 1 milhão aos cofres da PB





O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou três ex-prefeitos de municípios paraibanos a devolverem aos cofres públicos uma quantia equivalente a R$ 900 mil. Os ex-gestores foram condenados por improbidade administrativa. De acordo com o TCU, houve irregularidades na prestação de contas dos gestores em convênios com o Governo Federal.



O ex-prefeito de Fagundes, no Agreste, Gilberto Muniz Dantas, deve devolver a quantia de R$ 330 mil. Ele também foi multado em R$ 80 mil. O TCU afirma que ele não comprovou a execução de um convênio entre a administração da cidade e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em 2006.

No Sertão, o condenado foi o ex-prefeito de Curral Velho, Manoel Felisberto Gomes Barboza. Este não prestou contas do convênio celebrado com o então Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome por “Ações de Geração de Renda” durante o final de 2000 e o início de 2002. Manoel terá que devolver R$ 310 mil ao Fundo Nacional de Assistência Social em até 15 dias.

O último condenado foi o ex-prefeito Roberto Medeiros, de São João do Cariri. De acordo com o TCU, Roberto terá que reembolsar os cofres públicos em R$ 166 mil, junto a uma multa de R$ 16 mil. O gestor firmou convênio com o Ministério do Turismo em 2010 para realização do evento “II São João Fest”, mas não comprovou a aplicação dos recursos na sua prestação de contas

 PB Agora

19:36
23/01/2019

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário