Vídeo: Aeronaves em treinamento militar rompem a barreira do som e assustam paraibanos




Moradores de cidades do interior da Paraíba relataram ter ouvido “grandes estrondos” na manhã desta quarta-feira (28). Há relatos do fato nas cidades de Catolé do Rocha e Pombal, no Sertão, e em Monteiro, no Cariri do estado.


Apesar do susto, não houve nenhum incidente. Isso por que trata-se do Cruzeiro do Sul Exercise (CRUZEX), que é um exercício operacional multinacional promovido pela Força Aérea Brasileira (FAB) desde 2002, e que visa ao treinamento conjunto de cenários de conflito.



A Direção do Exercício Cruzeiro do Sul (CRUZEX 2018), em nome da Força Aérea Brasileira, informou que as aeronaves estavam a cerca de cinco km de altura, cumprindo todos os procedimentos de segurança previstos para essa manobra de treinamento, não havendo qualquer risco para a população local.

“O exercício Cruzeiro do Sul é um exercício multinacional, envolvendo Forças Aéreas estrangeiras, que busca fomentar o treinamento das tripulações dos países envolvidos, com foco especial, na segurança dos voos e da população local. A CRUZEX acontece em Parnamirim (RN) até o dia 30 de novembro”, diz a nota.

Algumas aeronaves estrangeiras que estão participando da Cruzex 2018 conseguem fazer voos supersônicos, a exemplo disso os jatos F-16 do Chile e dos EUA e os Mirage 2000 do Peru.

O barulho ouvido pelos paraibanos ocorre quando essas aeronaves atingem a velocidade do som e ocorre um estrondo (estrondo sônico) associado às ondas de choque criadas por um objeto viajando através do ar com uma velocidade maior que a do som.

Estrondos sônicos geram uma enorme quantidade de energia sonora, soando muito semelhantes a uma explosão. De acordo com a Cruzex 2018, quando os caças atingiram a velocidade de som, estavam bastante baixos, e o som chegou até a “abalar” o chão.

A edição de 2018 começou no dia 18 e vai até 30 de novembro, em Natal-RN. Treze países, incluindo o Brasil, participam desse evento com cerca de 100 aeronaves militares brasileiras e estrangeiras. Trata-se do maior treinamento conjunto e multinacional promovido pela FAB – pois também reúne Marinha e Exército. O total previsto é entre 1.200 a 1.300 horas voadas.

Nesta edição, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Peru e Uruguai vão participar com militares e aviões. Já a Alemanha, Bolívia, Índia, Portugal, Suécia e Venezuela enviaram militares.
T5

20:49
29/11/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário