EM JOÃO PESSOA: Soldado é licenciado da PM por relação com grupo criminoso e tráfico de drogas



(Imagem meramente ilustrativa)

Um soldado da Polícia Militar da Paraíba (PMPB) foi licenciado por envolvimento com organização criminosa e tráfico de drogas. No relato feito no Diário Oficial do Estado dessa quinta-feira (15), o comandante da PMPB, coronel Euller Chaves, diz que o policial militar atuou junto a grupo criminoso no bairro Castelo Branco, em João Pessoa, viabilizando a venda e transporte de drogas. O soldado foi alvo de Processo Administrativo Disciplinar-PAD e, segundo a corporação, teve direito à ampla defesa e ao contraditório.


Ainda segundo o Diário Oficial, o soldado praticou crimes militares e comuns. Há provas, inclusive, através de interceptações telefônicas autorizadas pelo Poder Judiciário, que "demonstraram graves ilícitos administrativos decorrentes das condutas criminosas de tráfico de influência; Inobservância de Lei, regulamento ou instrução; e violação do sigilo funcional."

Conforme descrito, o "investigado mantinha permanentes acertos e colaboração com indivíduos/comparsas da organização criminosa que opera tráfico de drogas no referido bairro; ora informando sobre operações da Polícia Militar; ora agindo de maneira a intervir em favor de criminosos, quando estes eram abordados ou detidos por guarnições da Corporação durante ações policiais, tentando beneficiar os criminosos em virtude da sua condição de “agente da Lei”; ora realizando ajustes para venda, transporte e compra de entorpecentes. As condutas do SD VIANA, analisadas no referido PAD, destacam a sua flagrante inaptidão e desinteresse de integrar e servir com honra, ética e dignidade a este Órgão de Segurança Pública, conclui-se que o mesmo feriu, vergonhosamente, os preceitos disciplinares, legais, morais e éticos da Corporação, sendo um referencial de péssimo exemplo junto aos dignos homens e mulheres desta Polícia Militar, maculando a imagem desta Corporação perante à sociedade."



ClickPb

11:05
16/11/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário