Sul-africano é preso pela Polícia Federal com 138 frascos de cocaína em mala no Aeroporto de Brasília



Tubos de tinta para tecido recheados com cocaína, e interceptados no Aeroporto de Brasília
 Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal prendeu, nesta sexta-feira (26), um sul-africano que tentava embarcar no Aeroporto Internacional de Brasília com porções de cocaína na mala. A droga estava armazenada em 138 frascos de tinta para tecido – o peso da carga não foi informado.


Segundo a PF, o homem de 32 anos tentava embarcar para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. O destino final do passageiro era Adis Abeba, capital da Etiópia.

A prisão foi feita pela força-tarefa montada entre a PF e a Receita Federal, no aeroporto, para interceptar carga ilegal e/ou não declarada. Segundo as corporações, a medida envolve "nova metodologia de investigação com intensa troca de informações".

A tentativa de tráfico foi descoberta durante uma fiscalização de rotina, em razão do "nervosismo" apresentado pelo suspeito na fila de embarque. Um cão farejador da PF identificou a cocaína escondida na mala do sul-africano.


Cão farejador da Polícia Federal identifica cocaína em frascos de tinta no Aeroporto de Brasília
Foto: Polícia Federal/Divulgação

A identidade do homem não foi divulgada. Com ele, a PF também apreendeu três celulares e 200 dólares. O suspeito foi autuado em flagrante e vai responder por tráfico internacional de drogas – crime com pena de 5 a 15 anos de reclusão.

Tentativa recente

Na última segunda, outros três estrangeiros foram presos em flagrante, em Brasília, tentando embarcar com cocaína. A droga, no entanto, estava em 50 cápsulas que o trio ingeriu antes de passar pelo raio-X.

Cápsulas com cocaína apreendidas no Aeroporto Internacional de Brasília
Foto: Polícia Federal/Divulgação
O grupo era formado por dois nigerianos e um peruano. Segundo a PF, um dos nigerianos já tinha sido preso pelo crime de tráfico de drogas e, por isso, havia um decreto de expulsão contra ele.
G1DF

20:29
27/10/2018


clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário