PF apreende US$ 1,4 milhão e 20 relógios de luxo com comitiva africana em aeroporto de São Paulo



O material estava na bagagem de representantes da Guiné Equatorial
que chegaram à cidade de Campinas

A Polícia Federal e a Receita Federal apreenderam nesta sexta-feira (14) duas malas com uma quantia de US$ 1,4 milhão em espécie, além de 20 relógios de luxo avaliados em US$ 15 milhões, no total. O material estava com uma comitiva da Guiné Equatorial, país no Noroeste da África, que havia desembarcado no Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas, São Paulo.


O caso só foi divulgado neste sábado (15), mas segundo a PF, estás sob sigilo diplomático. Por esse motivo, não é possível saber qual seria o destino do dinheiro e dos relógios. Informações da Receita Federal dão conta de que 11 pessoas integram a comitiva, entre elas o vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Mang, filho do ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, que está há 38 anos no poder.

De acordo com o portal G1, o avião que trouxe a comitiva e desembarcou no aeroporto pertence ao próprio governo da Guiné Equatorial. Apesar de transportar uma autoridade, a chegada do voo ao Brasil não representa uma missão diplomática oficial. Em casos assim, as malas podem ser fiscalizadas sem nenhuma restrição.

Conforme apontado também pelo G1, os membros da comitiva traziam consigo 19 malas não dipomáticas. Contudo, no momento em que a Receita Federal tentou analisar o conteúdo da bagagem, seguranças que estavam no voo tentaram impedir e houve um princípio de confusão. Mesmo assim, todos os passageiros foram levados para prestarem esclarecimentos às autoridades brasileiras, exceto Teodoro Obiang Mang, que não precisou passar pelo procedimento.

portalt5.com.br

20:13
15/09/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário