Padrasto suspeito de matar criança de 1 ano é preso em Queimadas


A polícia apurou que esta não seria a primeira vez que o padrasto agredia a criança.
(Foto: Reprodução)

Um homem foi preso pela Polícia Civil acusado de praticar homicídio qualificado contra uma criança de 1 ano e 4 meses. O caso aconteceu no último sábado (4), na cidade de Queimadas, Agreste do Estado.


A polícia desconfiou da versão apresentada pela mãe e requisitou exame cadavérico na criança. A perícia foi feita pelo médico legista Carlos Alberto que detectou que o baço da criança estava estourado e que só ocorreria isso com pancadas muito fortes e que isso levaria rapidamente a sua morte, contradizendo com as declarações da mãe e do padrasto que afirmaram que a pancada teria sido no dia anterior.

Depois disso, as investigações continuaram e a versão dada pela mãe e padrasto foi sendo desmascarada. “Inclusive aportou denúncia anônima no disque denúncia 197 esclarecendo como o fato teria ocorrido e que Davi Lucas tinha sido espancado pelo padrasto que estava forçando e ameaçando a companheira, e mãe da vítima, a não revelar nada a Polícia Civil”, revelou o delegado. Com a versão mentirosa dos acusados esclarecida, o Núcleo de Homicídios de Queimadas realizou diligências que culminou com a prisão de Márcio José pelo homicídio contra a criança.

Na delegacia, a mãe da criança revelou o que tinha ocorrido e declarou que no domingo o menino estava chorando muito, e ela foi acalentá-lo, mas a criança continuou “muito abusada e chorando”. Assim, o padrasto pegou o menino no braço e arremessou a criança com toda força no chão e em seguida começou a chutá-lo com toda força. Segundo o relato da mãe, após a criança começar a vomitar e ficar muito mal, eles a socorreram ao hospital regional de Queimadas.

ClickPb

19:38
10/08/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário