Justiça mantém prisão dos três suspeitos do assassinato de sargento e manda encaminhar para PB1


Suspeitos foram presos no mesmo dia do crime (Foto: Divulgação)

Após audiência de custódia, nesta sexta-feira (31), a Justiça manteve a prisão dos três suspeitos de participar do assassinato do sargento Joselio de Souza Leite, morto dentro do quartel do Corpo de Bombeiros, no bairro de Mangabeira, e determinou o encaminhamento deles para o presídio PB1, em Jacarapé.


São acusados do latrocínio Jonas Ribeiro Sobrinho, que foi o executor que fez os disparos contra o sargento; Natan Afonso de Carvalho, que conduziu a motocicleta usada durante o crime e na fuga com o atirador; e o apontado como mandante, Thiago Ribeiro da Cunha, que passou as informações para a dupla e encomendou o crime. 


O crime aconteceu ontem (30) e teria sido articulado com a intenção de roubar a pistola da vítima. O roubo teria sido encomendado por um suspeito que cumpre pena alternativa por tráfico de drogas, e realizava faxinas diárias no local onde o militar trabalhava. 


Com a prisão da dupla, os policiais descobriram que o crime tinha sido encomendado por um preso de 32 anos, o Thiago, que estava há dois meses cumprindo medida alternativa no quartel onde o sargento trabalhava. Ele teria encomendado o crime, já que queria vender a arma por um valor de R$ 6 mil e disse o momento exato dos comparsas praticarem o roubo.
ClickPb

19:14
31/08/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário