Criança portadora de Síndrome de Down de apenas um ano é estuprada e morta na PB




Uma menina de apenas um ano e dois meses de idade morreu na tarde desta quinta-feira (9) após dar entrada no Hospital da Criança e do Adolescente de Campina Grande. A menina era moradora da cidade de Lagoa Seca, portadora de Síndrome de Down e cardiopata e pode ter sido abusada sexualmente dias antes.


De acordo com a  diretora do hospital geral de Lagoa Seca, Joedna Maria da Silva, a menina deu entrada na unidade hospitalar por volta das 14h com o quadro clínico de tosse, sonolência e cansaço já agravado. O hospital não tinha suporte para atender a criança e a médica plantonista a encaminhou para o Hospital da Criança e do Adolescente de Campina Grande, onde a menina chegou e foi direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Por volta das 18h30 a criança não resistiu e veio a óbito. A médica encaminhou o corpo para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) para que fosse feita a necrópsia. Durante o exame no corpo da criança foi constatada uma dilatação anormal no anus e na vagina da menina, o que leva a crer que ela foi abusada sexualmente.

A nossa equipe de reportagem entrou em contato com a secretária de assistência social do município de  Lagoa Seca, Cristiane Cavalcanti, para saber detalhes sobre a criança. Segundo informou a mulher, a criança sempre aparecia na Secretária de Saúde com a mãe para buscar medicamentos. Agora, a grande preocupação da comunidade e do Conselho Tutelar é com a outra filha, irmã da criança morta, que tem apenas sete anos de idade.

“Se essa menina de um ano e dois meses estava sendo abusada, a menina maiorzinha também pode estar passando pela mesma coisa”, disse a secretária.

A Polícia Civil junto com o Conselho Tutelar estão investigando o caso.

 Blog do Márcio Rangel

20:13
10/08/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário