Gilvan Freire é condenado a 8 meses de detenção por calúnia contra Cláudio Lima




A juíza Andréa Carla Mendes Nunes Galdino, da 4ª Vara Criminal de João Pessoa, condenou o ex-deputado e advogado Gilvan Freire por calúnia no processo envolvendo o secretário de Segurança Pública do Estado, Cláudio Lima.


Gilvan foi condenado à pena de 8 meses de detenção, mais 13 dias-multa. A pena privativa de liberdade foi substituída por uma restritiva de direito, na modalidade de prestação de serviço à comunidade, em local a ser designado.

O processo teve início em 2012, quando Gilvan Freire acusou o secretário Cláudio Lima de maquiar os índices de criminalidade na Paraíba. Gilvan disse também que Cláudio Lima já havia sido denunciado pela mesma prática quando foi secretário de segurança do vizinho estado do Pernambuco”.

As declarações de Gilvan foram feitas durante mesa redonda no programa Polêmica Paraíba, da 101 FM de João Pessoa.
ParlamentoPb

20:17
20/07/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário