Policial civil mata três mulheres na Grande BH e suicida-se em seguida.

           Crime ocorreu nesta casa em Santa Luzia (MG)

                            Reprodução / RecordTV Minas

Um policial civil invadiu uma casa, matou três mulheres e suicidou logo depois. Tudo aconteceu na madrugada desta terça-feira (15), por volta de 1h, no bairro Monte Carlo, na cidade de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.


O homem invadiu a casa das vítimas e matou duas garotas de 18 e 15 anos e a mãe delas de 40 anos. O autor ainda deu chance para que uma irmã das vítimas e o padrasto fugissem do local.

O policial estava preso na Casa do Policial Civil, em Belo Horizonte, desde que foi denunciado pela mãe das adolescentes. Ele era suspeito de ter abusado delas.

Na noite dessa segunda-feira (14), ele foi avisado pelo advogado que tinha sido condenado a mais de 30 anos de prisão. Revoltado com a notícia, ele fugiu da unidade onde cumpria a pena para se vingar. A Polícia Civil informou, em nota, que "abriu procedimento administrativo para apurar as circunstâncias em que ocorreu a fuga". (Leia a nota oficial na íntegra abaixo).

Após matar as vítimas, o homem tentou se matar atirando contra a própria cabeça. Ele foi socorrido até a Upa São Benedito, mas ainda durante a madrugada foi transferido para o Pronto Socorro do Hospital João XXIII. Às 4h10, o policial morreu.

O policial não era pai das meninas e não teve nenhum tipo de relacionamento com a mãe das garotas. Foram encontradas a arma utilizada no crime, dez munições, documentos do policial, duas facas, um alicate e dinheiro.

Nota de esclarecimento:

" A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que todas as providências cabíveis quanto ao crime ocorrido na madrugada de hoje (15), em Santa Luzia, já estão sendo tomadas. As investigações se iniciaram imediatamente após o crime e estão sob responsabilidade do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Esclarece, ainda, que a Corregedoria-Geral de Polícia Civil já abriu procedimento administrativo para apurar as circunstâncias em que ocorreu a fuga e eventual responsabilidade disciplinar ou criminal envolvendo servidores da Casa de Custódia. "

* Estagiário do R7, com supervisão de Raphael Hakime
R7.com

18:32

15/05/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário