Pai assassinou filho de 5 anos com golpe 'mata-leão', em MT



O pai que foi preso suspeito de ter espancado e assassinado o filho, de 5 anos, confessou à polícia que estrangulou o menino usando um golpe ‘mata-leão’, em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Jonas Pereira Teixeira, de 30 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar no domingo (4) e disse que cometeu o crime sob efeito de drogas.



Davi dos Santos Vasconcelos, de 5 anos, foi socorrido pelo pai até a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Menino Jesus, onde morreu.


Segundo a Polícia Civil, Jonas foi preso por homicídio qualificado. O suspeito disse ao delegado Carlos Eduardo Muniz dos Santos que estava usando pasta base de cocaína desde sexta-feira (2).


Ele também contou que estava ‘entorpecido’ pela droga quando atacou o filho no momento em que a criança entrou na casa depois que ela brincava na parte externa da residência.


Ainda de acordo com o depoimento do suspeito, ele agarrou o menino por trás, apertado o pescoço da criança, com um golpe ‘mata-leão’, e o lançou ao chão.


Conforme a Polícia Civil, informações preliminares apontam que no corpo do menino existem outras marcas, além do estrangulamento, sugerindo que a criança também teria sido espancada pelo pai. Essa informação foi omitida pelo suspeito no depoimento.


Jonas será apresentado em uma audiência de custódia nesta segunda-feira (5). As causas das lesões e do óbito da criança serão apresentados posteriormente em laudo emitido pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), de Sinop.

Avô

Segundo o avô materno de Davi, Miguel de Vasconcelos, a família não sabia que o menino estava sendo espancado. A mãe do menino estava trabalhando no momento do crime.


Passaram o dia ligando na PM, que tinha um menino sendo espancado o dia todo lá. A polícia fez rondas duas vezes, não encontrou ninguém. E eu não estava sabendo. Soube quando ele tinha matado a criança”, declarou o avô à TV Centro América.


De acordo com a PM, Jonas, ao se dar conta do que havia feito, pediu ajuda para uma vizinha, que ajudou o suspeito a levar a criança para atendimento médico.
pbagora

20:55
05/02/2018

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário