Passagem de tempestade tropical pelas Filipinas deixa mais de 130 mortos




Pelo menos 133 pessoas morreram nas Filipinas após a passagem da tempestade tropical Tembin, que provocou inundações e deslizamentos de terra no sul do país, informou neste sábado (23) fontes oficiais citadas pela agência France Presse.


O balanço de mortos foi atualizado pela polícia após a descoberta de dezenas de corpos no rio Salog.

A maioria das vítimas estava nas províncias de Lanao del Norte e Lanao del Sur e na península de Zamboanga, de acordo com Romina Marasigan, da agência de resposta a desastres do governo do arquipélago.

Outras 58 pessoas estão desaparecidas, segundo a Associated Press. Trabalhadores de emergência, soldados, policiais e voluntários foram mobilizados para procurar sobreviventes, limpar detritos e restaurar as comunicações.

Milhares de moradores estão em abrigos de emergência e outros ficaram presos em aeroportos e portos marítimos. A Guarda Costeira proibiu embarcações de circularem pelo mar agitado e vários voos foram cancelados.
Ponte destruída após inundações em Salvador, Lanao del Norte, no sul das Filipinas (Foto: REUTERS / Richel V. Umel)

Ventos de 80 km/h


Conhecida localmente como Vinta, a tempestade Tembin causa desde sexta (22) chuvas intensas, ventos de 80 km/h e rajadas de até 95 km/h. A previsão é que ela se afaste do sul das Filipinas neste domingo (23), em direção ao Mar da China Meridional, aproximando-se do Vietnã.

Entre 15 e 20 tufões afetam todos os anos as Filipinas durante a temporada chuvosa, que geralmente começa em maio ou junho e termina em novembro ou dezembro.

Na semana passada, 46 pessoas morreram no centro das Filipinas após a passagem de um tufão. Em 2013, o Haiyan matou quase 8 mil pessoas e deixou 200 mil famílias sem-teto no país.

Fonte:G1

20:23
23/12/2017

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário