De lista com 15 nomes 'marcados para morrer', sete já foram assassinados no Sertão; entenda



Dos quinze nomes que estariam numa lista, marcados para morrer, sete já foram executados a tiros de revolver, calibre 38. Esta relação estaria na mão de cada um e o mais experto deverá sobreviver para contar a história. 


Cajazeiras vive hoje esta história de violência que envolve tráfico e consumo de droga e vingança, que já tem um número recorde de assassinatos em 2017: 16 mortes. Os conhecidos “Bodegas” estão nas duas listas: dos que morreram e de acusados de matar. Essa briga vai longe.


Morte anunciada pelo WhatsApp


A Polícia Civil de Cajazeiras anda atrás de um menor de idade que fez a seguinte postagem pelo whatsApp: “pai faz, mãe cria e nós mata” e ainda colocou a fotografia do futuro defunto. Essa onde de violência, com seguidos crimes, que a cidade de Cajazeiras vive nos atuais dias, envolvem muitos menores. Só Jesus na causa.

Fonte:Diário do Sertão

19:45
09/12/2017

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário