Governo do Rio de Janeiro vai ao STF contra ministro da Justiça


Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão
(Isac Nóbrega/PR/Divulgação)
O governo do Rio de Janeiro entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Justiça, Torquato Jardim, que em entrevistas entre ontem e esta quarta-feira acusou o comando da Polícia Militar fluminense de ter ligação com o crime organizado.

As declarações de Torquato causaram revolta entre autoridades do Rio que, além de surpresas, classificaram o conteúdo das declarações como irresponsável, mentiroso e sem fundamento. 


Ao blog do jornalista Josias de Souza, no portal UOL, o ministro da Justiça disse que comandantes de batalhão da PM do Rio são “sócios do crime organizado” e que suas nomeações são feitas a partir de “acertos” com deputados estaduais e criminosos. Ele ainda afirmou que a “virada da curva” na segurança no Estado se dará apenas em 2019. “Com o atual governo do Rio não será possível”, criticou.


Em outra entrevista, publicada nesta quarta-feira pelo jornal O Globo, Torquato Jardim explicou ter feito uma “crítica institucional pessoal”, mas que há “toda uma linha de comando” a ser investigada e desafiou o governo do Rio a provar que ele está errado. 


O ministro ainda rebateu a declaração do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), de que nunca tratou com ele sobre o assunto e declarou que tem “melhor memória” que Pezão.
Fonte: Veja.com
20:25
01/11/2017

clickmonteiro.com.br

0 comentários:

Postar um comentário